Supere-se no ensino superior

Comentarios:

Home Pra Estudar
como-ingressar-na-faculdade

Ingressar em um curso superior representa um final de ciclo e início de outro. Afinal, você passou anos na escola e agora está prestes a iniciar um um ciclo de aprendizado muito importante: o de sua futura profissão.

É uma época fantástica onde se conhece muitas pessoas e se amadurece para a vida em todos os sentidos. Ao menos era pra ser assim, porque no ensino superior, o aluno já tem idade suficiente para responder por si e pela construção de seu conhecimento.

Porém, o que presenciamos na formação do aluno, ao longo dos anos de seus cursos superiores, é a percepção de muitos deles de que poderiam ter aproveitado melhor seus estudos. Pensando nisso, elaboramos um checklist de boas práticas para você que está ingressando em um curso superior, seja ele presencial ou à distância.

Supere-se no ensino superior 

Não seja um aluno profissional

A gente traz muitos vícios do ensino médio, e um deles é a cultura do “passar” ao invés do “aprender”. Sim, você vai precisar estudar para passar nas disciplinas, mas ao final de cada semestre letivo, faça uma auto-avaliação, pergunte a você mesmo se está estudando para passar ou se você está interessado em aprender a sua profissão.

O aluno profissional é preocupado se o professor fez chamada e quando entrega um trabalho pergunta “é isso que o senhor queria, professor?”. O aluno profissional ainda acha o máximo colar. Muitas vezes, ele não se percebe como ator de um personagem que foi criado por ele mesmo nos tempos de ensino fundamental e médio como forma de contornar a barreira da aprovação, mas que negligenciou o aprendizado.

Entenda que o conteúdo que o professor está compartilhando com os alunos existe como área do conhecimento já consolidada e que seu compromisso não é ser um “caçador” de notas, e sim aprender novos conhecimentos que serão indispensáveis para sua profissão. Do que adianta você passar na disciplina e não ter realmente estudado seu conteúdo?

Muitas vezes, a sensação de que se conseguiu “enganar” um professor em uma prova ou na hora de ser aprovado na disciplina é de satisfação. Mas como você vai tratar então seu cliente ou paciente? Seu negócio não será enganá-lo, e sim resolver algo para ele. Quem enganou ou foi enganado, então?

Então, a dica de hoje é simples. Saia da caixa, seja mais do que um bom aluno. Vá atrás de mais informação. Leia livros, por exemplo. Se você ler três livros por ano, você fará parte de 5% dos universitários brasileiros que fazem da leitura um cotidiano. Aproveite a biblioteca de sua instituição de ensino. Escrever e ler não deveriam ser consideradas atividades tão chatas, pois elas ampliam nossa visão de mundo e nossa capacidade de pensar e articular ideias.

Pesquise na internet. Hoje existem muitos documentários que mostram boa parte das grandes descobertas, invenções, avanços tecnológicos, ou que apresentam várias áreas de todas os setores profissionais. Por certo, você encontrará muitos vídeos que dizem respeito a cada uma das matérias que você está estudando no momento.

A dica final é: desenvolva uma autonomia no modo como você aprende. Busque formas de saber mais sobre o conhecimento visto em sala de aula. Para isso, você precisa de um certo grau de entusiasmo. Busque esse entusiasmo pensando em sua formatura, não pela festa, e sim pelo sentimento de satisfação ao saber que sua dedicação valeu a pena e que você está realmente preparado para a vida e para o mercado de trabalho.

 

Quer saber quanto custa a faculdade dos seus sonhos? Acesse www.portalpravaler.com.br e faça uma pesquisa!

Deixe uma resposta