Conheça as diferenças entre o ProUni e o Fies

Comentarios:

Home Pra Economizar
Finanças 5

Nos últimos anos, tivemos muitas mudanças na educação superior. O número de universidades públicas aumentou, de com dados do último Censo da Educação Básica do MEC. Além disso, novas oportunidades para estudantes de baixa renda cursarem uma graduação particular também foram criadas. Para entrar na universidade pública, a seleção continua sendo pelo vestibular e pelo Enem.

Porém, não há vagas para todos e os que não conseguem ser aprovados ou que não podem mudar de cidade para estudar em uma instituição estadual ou federal agora têm mais duas maneiras, além do PRAVALER, de fazer uma faculdade particular sem que ela pese em seu orçamento: o Fies e o ProUni. Conheça mais sobre cada uma delas e veja as diferenças.

Conheça as diferenças entre o ProUni e o Fies

Como o ProUni funciona?

O Programa Universidade para Todos (ProUni) é um sistema de bolsas de estudo para pessoas que precisam de auxílio financeiro para ingressar no ensino superior. Em alguns casos, o estudante paga metade da mensalidade e o restante é arcado pelo Governo Federal. Em outros, o Prouni arca com toda a mensalidade da pessoa, ou seja, é uma bolsa integral.

Além de comprovar ser de baixa renda, é necessário fazer a prova do Enem e tirar uma pontuação mínima para poder tentar uma bolsa no ProUni. O cadidato deve tirar mais de 450 pontos na prova e não pode tirar zero na redação. Além disso, é necessário ter feito o ensino médio em uma instituição pública ou ter como comprovar que estudou em escola particular com bolsa integral.

A bolsa integral só é dada para quem tem renda bruta familiar por pessoa de até 1 salário mínimo e meio. Já quem quer tentar bolsa parcial, pode ter renda de até três salários mínimos por pessoa.

Como o Fies funciona?

Como o próprio nome já diz, o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um sistema de financiamento especial para cursos de graduação. Através dele, mesmo estudantes que já estão no segundo ano de faculdade e encontram dificuldades para pagar a mensalidade podem entrar com a solicitação de financiamento e deixar para pagar o custo do curso depois de formado. Notou a principal diferença?

Enquanto o ProUni é uma bolsa de estudos dada ao aluno que cumprir diversos requisitos, o Fies é um financiamento – como acontece com carros ou casas – especial para estudos e que conta com juros muito baixos.

O Fies também é do Governo Federal e é uma forma de ajudar quem quer fazer a graduação e não tem como pagar a conseguir prorrogar o pagamento do curso. O financiamento pode ser solicitado em qualquer época do ano, conforme a necessidade.

Durante o curso, a pessoa terá que pagar R$ 50,00 trimestralmente, que é parte dos juros. Depois que terminar o curso, tem a fase de carência, que é um período em que o estudante terá para se recompor financeiramente e arcar com o valor devido. Durante a carência, que pode levar até 18 meses, o valor pago é baixo. Como terceira fase do pagamento, vem o período de amortização, no qual todo o valor deverá ser quitado. O tempo de amortização varia de acordo com o numero de anos financiados. Por exemplo, se você financiar um curso de cinco anos, terá até quinze anos para pagar todo o valor. Quem conseguir apenas metade da bolsa do Prouni pode usar o Fies para financiar o restante.

Sanou todas as suas dúvidas? Qual deles se encaixa em seu perfil? Conte para a gente nos comentários e aproveite para conhecer mais sobre o PRAVALER!

 

Quer saber quanto custa a faculdade dos seus sonhos? Acesse www.portalpravaler.com.br e faça uma pesquisa!

Deixe uma resposta