Como montar seu currículo para conseguir o primeiro emprego

Comentarios:

Home Pra Carreira
EAD 1

Como montar seu currículo para conseguir o primeiro emprego é uma tarefa que deve ser feita com bastante atenção, pois um currículo bem apresentado pode abrir muitas portas, ao contrário de um modelo feito de qualquer maneira, que pode fazer com que você comece sua vida profissional com o pé esquerdo. Por isso, temos algumas dicas para você!

Altere o currículo a cada nova oportunidade de trabalho. Não é para alterar os dados, mas enfatizar aquilo que pode ser mais importante para cada vaga a que você vai se candidatar.

Seja objetivo e sucinto. Informe de maneira clara sua pretensão e seus dados de contato.

Dados pessoais

É suficiente informar seu nome completo, idade, estado civil, endereço (rua, número da casa e bairro; não é necessário informar o CEP), telefone (residencial ou celular) e e-mail (forneça um que você acesse frequentemente, para não perder o dia da entrevista, caso os dados sejam enviados por correio eletrônico). Se você tiver um blog sobre assuntos relacionados ao cargo que está se candidatando ou aos produtos/serviços oferecidos pela empresa, adicione-o.

Objetivo

O nome já diz: seja objetivo. Expresse de forma clara e direta quais são suas metas em relação ao cargo ao qual está se candidatando e quais serão suas contribuições para a empresa. Não coloque diversos objetivos juntos. Exemplo: Executarei as tarefas que me forem atribuídas de maneira profissional, sempre com a finalidade de agregar valor à empresa.

Resumo de qualificações

Informe seus conhecimentos, habilidades e experiências. Mencione principalmente aqueles que podem ser importantes para o cargo ao qual você se candidata e para a empresa.

Se você fala outro idioma, esse é um dado importante, pois a maioria das empresas optam por profissionais bilíngues ou mesmo trilíngues. Informe seu nível no idioma: básico, intermediário, avançado e fluente. Não informe que você sabe mais do que você realmente sabe. Se você disser que seu nível é fluente e o recrutador resolver testá-lo, você vai se dar mal.

Cursos de informática também devem ser adicionados, principalmente os avançados. Se você vai se candidatar a um emprego em uma empresa de Publicidade, por exemplo, ressalte aquele curso que você fez de Photoshop ou Corel Draw. Com certeza, a empresa vai reparar nesse diferencial.

Formação acadêmica

Não é necessário relatar um histórico de todas as escolas que você frequentou. Informar apenas o seu grau de escolaridade é suficiente. Por exemplo, se você tem nível superior, informe o nome da instituição, curso realizado e ano de conclusão (ou previsão de conclusão). Se você não tem nível superior, deve apenar informar ensino médio, sem necessidade de informar a escola que frequentou ou frequenta.

Experiência profissional

Como este será seu primeiro emprego, cite os trabalhos já realizados nos centros acadêmicos da faculdade ou realizados em empresas juniores. Adicione as responsabilidades e atribuições confiadas a você no cargo.

Atividades extracurriculares

Informe também os cursos extracurriculares e workshops dos quais você já participou. Cursos gratuitos oferecidos na modalidade de ensino a distância também devem ser mencionados. Não se esqueça de acrescentar o nome da instituição, carga horária e datas de início e conclusão.

Contato

O currículo também evoluiu e hoje é interessante adicionar links. Por exemplo, adicione o link do seu Facebook, mas tome cuidado com as informações da sua página. Exemplo do que não deve conter em sua página: curtidas de páginas que tratam de assuntos bizarros e vulgares. Outra coisa comum, feita por muitos jovens que não trabalham, é adicionar a seguinte profissão em seu Facebook: Trabalha na V.A.S.P.: Vagabundos Anônimos Sustentados Pelos Pais. Você contraria um jovem com esse perfil?

Se você tiver um perfil no LinkedIn, adicione também e mantenha-o sempre atualizado. Nele você pode trocar experiências com profissionais, visualizar vagas de emprego e estabelecer conexões que podem ser importantes para a sua carreira.

Alguns dos dados que não devem ser colocados no currículo

  • Dados pessoais, como números de documentos;
  • Título “Currículo” ou “Curriculum Vitae”;
  • Motivo da saída dos trabalhos anteriores;
  • Nome de pais, filhos, marido ou esposa;
  • Números de contato para referência;
  • Data e assinatura;
  • Fotos (somente se solicitada);
  • Pretensão salarial.

Essas dicas vão ajudá-lo a produzir um currículo que poderá garantir seu primeiro emprego. Se você já conseguiu sua primeira oportunidade e vai começar os estudos em uma universidade privada, conheça o PRAVALER. Financiamos sua mensalidade para que você possa conciliar os gastos com os estudos e seu primeiro emprego.

 

 

Quer saber quanto custa a faculdade dos seus sonhos? Acesse www.portalpravaler.com.br e faça uma pesquisa!

Deixe uma resposta