10 dicas para conseguir um emprego mais rápido

Comentarios:

Home Pra Carreira
Trabalho19

A fase de procura por um emprego não é uma das mais divertidas das nossas vidas. Um mix de ansiedade e medo acaba por transformar essa importante tarefa em algo que nos tira muitas vezes até o foco do que fazer, dificultando em muito as decisões a serem tomadas.

Muitas são as preocupações: por onde começar, quais a prioridades a serem estabelecidas na hora de elaborar um currículo e o temido momento da entrevista. Dicas mirabolantes são o que não faltam, mas para se dar bem nessa missão, coisas mais básicas podem ser o certo a se fazer.

Vamos às dicas para encontrar um emprego mais rápido?

10 dicas para conseguir um emprego mais rápido

1 – Tome consciência de seu potencial

O primeiro passo é limpar os horizontes do que não se quer e se abrir às perspectivas para o que você realmente deseja na sua carreira profissional. Determine se o salário é o mais importante ou se o prazer em trabalhar compensa ganhar um pouco menos. Também é necessário perceber a capacitação que você possui mediante as ofertas do mercado.

2 – Aponte para o alvo certo

Com essas informações mais claras na cabeça, foque no ramo de atuação desejado e investigue as empresas mais importantes nas quais você gostaria de ser entrevistado e futuramente trabalhar. Faça uma varredura nos diversos benefícios e remuneração, bem como a boa fama da empresa entre os funcionários. De cara, já dá para eliminar um monte de empresas que não preencham esses requisitos.

3 – Reconheça o terreno

Após afunilar as opções, comece a entender melhor as empresas filtradas pelos requisitos estabelecidos e quais as áreas de atuação, bem como a política interna e estrutura corporativa de cada uma delas. É sempre importante se preparar para entrevistas conhecendo bem onde se está pisando para evitar desencontros entre seu interesse e o do contratante.

4 – Descubra quem é o responsável pelos setores

Cortar caminhos de maneira inteligente pode diminuir o tempo para encontrar uma vaga e também garantir melhor posicionamento. É bem melhor contatar um gerente do que um assistente, portanto, se obtiver sucesso nem que seja para entregar um currículo em mãos, já é um gol de letra. É importante, porém, que tudo seja feito com respeito e objetividade, tendo em mente que ganhar atenção é só o começo e que um bom currículo é que despertará o interesse de quem contrata. Saiba como cada pessoa responsável por ler o seu currículo é e qual perfil de profissional ela procura. Em uma entrevista, isso facilitará muito.

5 – Elabore um currículo completo e adequado

O currículo deve ser completo, porém objetivo. Evite gracejos inoportunos, ainda que a empresa seja mais descontraída. Claro, há ramos como o da Publicidade em que a criatividade conta muito, mas mesmo assim, é sempre aconselhável saber se até na hora de ser original você não está sendo infantil ou demasiadamente alegórico. Evite também um currículo muito padrão, como tivesse copiado online e mudado as informações. Cite suas qualidades e conquistas, sendo essa última de forma detalhada nos pontos mais relevantes para a vaga.

6 – Entre em contato

É aconselhável junto com o currículo mandar uma rápida mensagem sobre sua intenção de candidatar-se; pode-se inclusive mandar a mensagem no corpo do e-mail e o currículo em anexo, usando formato que possa ser aberto em qualquer pacote, principalmente os mais populares, com Office ou PDF. Evite fazer aquela coisa preguiçosa de usar mensagem padrão para todos os analistas de seu currículo trocando só os nomes. Invista em personalização, evitando tom de intimidade logo de cara. Seja autêntico e respeitoso, como se estivesse falando com o seu futuro chefe. Na hora de telefonar, evite exageros na quantidade de vezes. Ligue o suficiente para conseguir falar com o responsável pela vaga e peça para retornar caso tenha interesse, não cometendo o erro de parecer estar apressando o selecionador. Também não deixe esfriar o contato mostrando interesse pela vaga.

7 – Facilite ser encontrado

Gostosa dessa fase de WhatsApp, não? Pois é, mas na hora de mandar um currículo, tente ir pelos canais mais “tradicionais” fornecendo telefone fixo, e-mail e celular. Verifique também se o e-mail não está com filtro muito restrito para spam, pois alguns e-mails com resposta de possíveis entrevistas podem cair na lixeira. Use provedores conhecidos e confiáveis. Aliás, que tal já dar uma olhadinha na caixa de spam de seu e-mail agora? Vai que recebeu uma resposta e não viu!

8 – Mantenha o foco e a perseverança

De repente, a demora na resposta possa ser somente pelo fato de haver muitos candidatos. Mas pode também ser que o selecionador esteja esperando um empenho do candidato. Para isso, mande e-mails ou telefone após cada fase de entrevista para saber se passou para o outro estágio. Peça a gentileza de avisarem mesmo que você não tenha passado; alguns empregadores entendem isso como interesse profissional e isso também facilitará muito na hora de partir para outras entrevistas. Caso não tenha sido chamado para uma vaga, tente outras com entusiasmo e foco, sem perder a energia.

9 – Espalhe para amigos e conhecidos

Construa um networking bem feito, deixando amigos e colegas de antigos trabalhos conscientes de seu desemprego. Fica mais fácil encontrar vagas quando muitos outros ajudam a procurar ou indiquem você em suas respectivas empresas.

10 – Reserve orçamento para os custos

Não se esqueça de guardar um dinheiro para passagens, lanches, xerox e outras despesas na procura de emprego. A pior coisa é ter que tomar conduções ou mesmo pagar gasolina e não ter o suficiente para investir.

Vá a luta e boa conquista!

 

Quer saber quanto custa a faculdade dos seus sonhos? Acesse www.portalpravaler.com.br e faça uma pesquisa!

Deixe uma resposta